Terceirização de TI: em que situações essa atitude vale a pena?

Terceirização de TI: em que situações essa atitude vale a pena?

Em 2013, quando a terceirização de TI começou a ganhar força aqui no país, ela já movimentava mais de 12 bilhões de reais no Brasil.

De lá para cá, a prática se popularizou ainda mais, sobretudo pelo crescimento da cultura de aproveitar recursos tecnológicos como serviços, desencadeados pela computação em nuvem.

Hoje, o Brasil é um dos principais consumidores deste tipo de serviço em todo o mundo, liderando na América Latina.

Você já conta com algum serviço de TI terceirizado em sua empresa? Conhece as vantagens e os desafios de adquiri-los? Continue lendo para entender em que situações a terceirização vale a pena!

Quais são os desafios da terceirização de TI?

Vamos começar refletindo sobre os dois maiores desafios — muitas vezes vistos como desvantagens — que a terceirização de serviços de tecnologia pode trazer para uma empresa:

Exposição da infraestrutura

Compartilhar dados e recursos tecnológicos até então tratados internamente é uma dificuldade para muitas empresas. No entanto, é possível contornar este desconforto incluindo cláusulas de confidencialidade nos contratos firmados com fornecedores.

Dificuldade de escolher fornecedores

Há no mercado um número gigante de fornecedores de serviços. É preciso avaliá-los tanto do ponto de vista técnico quanto de relacionamento. Afinal, contratar os serviços de um terceiro é trazer para dentro do negócio um parceiro, com o qual é importante ter a melhor relação possível.

É aconselhável verificar a reputação no mercado e as garantias de qualidade (certificações, formação da equipe etc.) para que este desafio não atrapalhe a empresa de usufruir das vantagens da terceirização.    

Quais são as vantagens da terceirização de TI?

Agora, vamos aos benefícios. É de olho neles que 71% das empresas afirmam fazer uso dessa prática para se manter competitivas!

Redução de custos

Ao contratar um serviço terceirizado, o custo passa a ser fixo e é definido em um acordo de níveis de serviço (SLA). Isso dá mais previsibilidade de investimento, bem como ajuda a explorar ao máximo os recursos adquiridos.

Os gastos também diminuem, pois não é necessário fazer contratações internas para realizar o serviço, o que diminui custos com encargos trabalhistas, treinamentos etc.

Ganho de qualidade

O fornecedor possui expertise nos serviços que presta. Isso ajuda a empresa a melhorar seus resultados, uma vez que é preciso sempre atualizar ferramentas e habilidades da equipe interna para garantir qualidade excelência — e o ritmo frenético dos negócios acaba por dificultar isso.

Disponibilidade de mão de obra especializada

O Brasil vive um verdadeiro apagão de mão de obra especializada em TI. 

Ao terceirizar, a empresa dribla essa dificuldade e garante que contará com colaboradores altamente qualificados. Afinal, é de interesse do fornecedor do serviço que seus clientes estejam 100% satisfeitos sempre.

Melhorias na produtividade

Bons fornecedores de serviços no formato terceirizado trabalham com as melhores equipes, práticas e ferramentas do mercado. Isso para garantir que o que foi contratado seja entregue nos prazos combinados.

Além disso, ao terceirizar, a empresa libera sua equipe interna para ter uma atuação mais analítica e estratégica, que também passa a produzir mais e melhor.

Que tal, você já conta com a terceirização de TI na sua empresa? O que achou das informações deste artigo? Para acompanhar nossas publicações, siga-nos no Facebook!

Compartilhe este Post