As 4 tendências de TI para 2017 / 2018

As 4 tendências de TI para 2017 / 2018

Para se manterem competitivas, muitas empresas investem em tecnologia em busca de maior performance operacional e mobilidade. Nesse cenário, manter-se por dentro das últimas tendências de TI permite que a organização adote soluções adequadas às suas necessidades e facilite a manutenção de um portfólio de serviços inovador.

Mas quais são as principais tendências de TI no mercado agora? Veja as 4 que estão dentre as principais:

1. Uso do investimento em TI para a redução de custos

A tecnologia pode ter um papel fundamental na redução de custos do negócio. Eliminando erros, automatizando processos e garantindo que rotinas sejam otimizadas da forma correta, soluções de TI conseguem eliminar gastos causados por processos de baixa produtividade ou que tenham muitos erros.

Uma das formas de investir em TI para reduzir custos é adotando ferramentas que tornam os processos internos automatizados. Como a necessidade de recursos humanos serem utilizados nessas tarefas será menor, cada setor conseguirá distribuir incumbências com um direcionamento preciso e eficaz.

Já os sistemas de gestão integrada centralizam o acesso a dados e tornam as informações internas precisas. Assim, a empresa elimina erros causados por falhas de comunicação e aumenta a colaboração entre os times.

2. Reformulação das políticas de segurança

Tendências de TI — como a computação na nuvem, o Big Data e a Internet das Coisas — mudaram profundamente a maneira como organizações lidam com tecnologia. Mas sendo mal gerenciadas, essas ferramentas tornam-se pontos de entrada para ameaças digitais e ataques diversos.

Nesse cenário, as políticas de segurança digital devem ser adaptadas para lidarem com o novo cenário de TI. Gestores precisam implementar rotinas e controles que eliminem falhas de segurança e maximizem a capacidade de técnicos rastrearem vulnerabilidades. Assim, a integração de novas soluções não implicará em vazamentos de dados e outros prejuízos.

3. Investimentos em computação na nuvem

A computação na nuvem trouxe mobilidade e escalabilidade para o ambiente corporativo. Graças a plataformas de alto desempenho e segurança como a Microsoft Azure, usuários conseguem executar serviços de alta performance, controlando todos os aspectos do ambiente de TI de forma centralizada.

Para empresas, investir na nuvem aumenta a performance de suas aplicações e torna o ambiente de TI mais seguro. As vulnerabilidades que existirem em equipamentos pessoais utilizados no local de trabalho, por exemplo, não afetarão os softwares corporativos.

Vale destacar que a possibilidade de controlar a quantidade de recursos contratados reduz custos operacionais e melhora o planejamento do negócio a médio e longo prazo. Já que os gastos com TI serão precisos, o negócio terá mais verba para investir em novas tendências de TI.

4. Segurança de Endpoint

Os sistemas de antivírus tradicionais já não são capazes de fornecer toda a segurança necessária para empresas com infraestrutura de TI complexa. Ameaças — como os ransomwares — burlam as ferramentas de proteção tradicionais e causam grandes prejuízos em diferentes setores. Para proteger-se, negócios adotam um novo padrão digital: a segurança de endpoint.

Esse tipo de ferramenta combina sistemas de proteção local e na nuvem para fornecer à infraestrutura de TI a capacidade de evitar os mais diversos tipos de ataques. Todas as pontas de acesso ao ambiente digital serão monitoradas de forma unificada. Além disso, o gestor poderá definir políticas em um ambiente centralizado, tornando a sua base mais sólida e confiável.

Agora é a sua vez: quais tendências de TI pretende adotar na sua empresa? Conte nos comentários o que fez você tomar essa decisão!

Compartilhe este Post


var MauticFormCallback = { qualificacaoformulariodecotacaorapida: { onValidateStart: function () { document.getElementById('mauticform_input_qualificacaoformulariodecotacaorapida_url').value = window.location.href; } } };